Blizzard bane jogadores de ‘Diablo III’ no Linux por tentativa de trapaça

Empresa diz que desconhece erros no programa que detecta ‘cheaters’.
Problema seria um ‘alarme falso’ do sistema da desenvolvedora.

Altieres RohrEspecial para o G1

Bárbaro usa o seu poder contra os inimigos em 'Diablo III' (Foto: Divulgação)Jogadores foram banidos em ‘Diablo III’
(Foto: Divulgação)

Gamers acusaram a Blizzard, desenvolvedora do game “Diablo III”, de banir usuários do game no Linux por “trapaca”. Um representante da Blizzard respondeu os jogadores, afirmando que eles realmente teriam trapaceado.

“Não encontramos nenhuma situação que poderia produzir um alarme falso. Verificamos que as circunstâncias do banimento foram claras e corretas, e estamos extremamente confiantes na nossa análise”, afirmou um representante da companhia.

“Diablo III” não está disponível para Linux. O jogo funciona apenas com o uso de um programa chamado Wine, que oferece uma camada de compatibilidade para o Linux, permitindo que softwares exclusivos de Windows sejam usados no sistema. O comportamento do Wine não é 100% idêntico ao do Windows e, por isso, muitos softwares não funcionam ou apresentam algum erro.

De acordo com a Blizzard, essa configuração não é oficialmente suportada, mas também não é motivo para que uma conta seja banida. No entanto, muitos gamers dizem que foram banidos apesar de não tentarem trapacear.

O tópico de discussão no fórum da Blizzard chegou a 846 comentários, atingindo o limite permitido.

Problemas de segurança
Desde o lançamento, jogadores de “Diablo III” reclamam de uma série de problemas de segurança. Um tópico de discussão no fórum brasileiro também chegou ao limite de comentários. Os internautas comentam que as contas foram acessadas por um terceiro e itens foram roubados.

A Blizzard informou ao G1 que não detectou nenhuma vulnerabilidade em seus servidores e que está analisando os relatos enviados por gamers para descobrir como as contas estariam sendo invadidas. A empresa informou que “a quantidade de jogadores de Diablo III que entrou em contato com nosso serviço de atendimento para relatar uma invasão em suas contas pessoais tem sido extremamente pequena”.

A desenvolvedora do game ainda disse que nenhuma das contas invadidas usava o “Autenticador Battle.net”, que é um gerador de senhas únicas que pode ser comprado da própria Blizzard ou instalado no celular. “Uma das medidas mais eficientes que os jogadores Blizzard têm à disposição para proteger suas contas contra invasões é atrelá-las ao Autenticador Battle.net ou ao Autenticador Battle.net para Celular”, disse a Blizzard, em comunicado, ao G1.

A Blizzard recomenda jogadores a utilizar senhas únicas para cada serviço e verificarem regularmente o computador pela presença de códigos maliciosos. A empresa também

Anúncios

Sobre memeniaco

Bloggeiro a procura de uma oportunidade.

Publicado em julho 5, 2012, em Geral. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: